Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Snacksoverthecounter

Conta-me as tuas histórias. Fica para ouvir as minhas.

Snacksoverthecounter

Conta-me as tuas histórias. Fica para ouvir as minhas.

Ter | 01.01.19

Chá das cinco | 5 melhores momentos de 2018

snacksoverthecounter
Termina finalmente 2018, o ano mais pesado da minha vida até hoje. Já posso respirar fundo só por vê-lo terminar.  Não foi um ano mau, mas foi um ano bastante pesado. Nunca tive anos muito monótonos, mas este foi diferente em todos os sentidos.  Sinto que digo adeus a 2018 completamente diferente em todos os sentidos. E como pesado não significa mau, decidi eleger os cinco momentos mais felizes de 2018, até para receber o novo ano com mais alento.
 
 
1-Regressei a Portugal
 
Depois de ter vivido seis anos e meio em Londres decidi voltar para Portugal de vez.  Aceitar viver num país implica fazer parte da sua cultura e ser um bocadinho cidadãos e eu confesso que em determinados aspetos já era meio londrina. Regressar, quase que, significa voltar a uma realidade que,

entretanto, se deixou de conhecer.  Já vinha com a ideia que não seria fácil, mas confesso que fiquei surpreendida: Por um lado com a capacidade de adaptação que temos e por outro com aquilo que já sentia por Londres.

 

2-Fui tia

 

Pela quinta vez..... Quando fui tia pela primeira vez só tinha dois anos e ao longo da vida fui sendo presenteada com o nascimento dos meus sobrinhos.

Gosto sempre da ideia de receber um bebé da família. O tempo que levamos a construir as nossas ideias sobre ele\a até a ansiedade do encontro com as nossas expectativas. E finalmente chega o dia D. Conhecemos o ser que imaginamos no nosso íntimo e então tudo se evapora porque é bem melhor que tudo aquilo que imaginámos.

 

3-Comecei a trabalhar numa nova vertente … Da minha área.

 

Quando decidi enveredar pela área da saúde já sabia exactamente o que queria fazer e que tipo de profissional gostava de ser.

Sim, eu sei que se aprende com o tempo, mas eu tinha o meu foco nas relações humanas e no apoio nas suas vulnerabilidades. Era em hospital que gostaria de ter começado, mas a vida achou melhor que fosse em outras vertentes e eu aceitei o desafio.

 

4-Criei o meu blogue

 

 Cheguei a um ponto bastante sensível para mim. Durante bastante tempo não conseguia falar da rádio, da escrita e da leitura como gostos meus. Não sei se tinha a ver com o facto de serem vistos como atividades irrelevantes ou de recentemente estarem na moda, mas era mesmo difícil exteriorizar aquilo que sentia. Já tinha tido algumas páginas de escrita no facebook

mas a minha meta era uma página disponível e não associada a nenhuma rede social exclusivamente. Foi então que me enchi de coragem e abracei o snacksoverthecounter.

 

5-Fiz o meu primeiro workshop de escrita criativa

 

Não sei quanto tempo demorei para me convencer a mim mesma que era capaz de fazer parte de um workshop de escrita sem meter os pés pelas mãos. Já tinha feito imensas perguntas á Rita da Nova até que depois de ter chegado a Portugal decidi enviar-lhe a mensagem que mais temia e inscrever-me naquele que foi o meu primeiro workshop de escrita criativa.  O mais engraçado é que me inscrevi no nível três sem dar por isso e acho que até correu bem. Foi o contacto mais direto com a escrita e a minha imaginação e adivinhem..... o próximo já está marcado. 

 

6C4496E8-86C4-4343-A859-C4F38E6434AE.jpeg

 

Desejo a todos um 2019 cheio de oportunidades e coisinhas boas. 

Happy new year!

2 comentários

Comentar post